O chefe de governo espanhol, Mariano Rajoy, está a preparar uma lei de serviços mínimos para regular as greves. Numa entrevista à Rádio Nacional espanhola, citada pelo El País, o governante sublinhou que esta nova lei, que está em estudo, resulta da necessidade de compatibilizar o direito à greve e a liberdade dos cidadãos. «Sou a favor de uma lei de serviços mínimos, para que estes se cumpram».

A reforma chega como resposta à greve dos trabalhadores de recolha do lixo em Madrid, que deixou a cidade à beira de um problema sanitário. Depois de Rajoy ter anunciado esta intenção, o governo já encetou contactos com os sindicatos, para começar a negociar.

Por mais de uma vez os tribunais, nomeadamente espanhóis, declararam abusivos os serviços mínimos estipulados em alturas de greve.