O Ministério Público está a investigar políticos e gestores portugueses envolvidos no negócio da PT com a Oi, apurou o Jornal Público.

Em causa estará o negócio de venda das ações da Vivo, detidas pela PT, à empresa espanhola telefónica e ainda a consequente entrada da brasileira Oi na Portugal Telecom.

O negócio, no qual esteve envolvido José Dirceu, o principal rosto do caso Mensalão e atingido agora pela operação Lava jato, movimentou 7.500 milhões de euros em 2010.

Em colaboração com as autoridades brasileiras, a justiça portuguesa estará agora a investigar suspeitas de benefícios financeiros, no valor de várias dezenas de milhões de euros, concedidos a governantes, acionistas e quadros de topo.

Recorde-se, por exemplo, que o antigo presidente da Portugal Telecom  Miguel Horta e Costa foi já constituído arguido em Portugal no caso de corrupção Mensalão, a decorrer no Brasil. A notícia foi avançada em 1ª mão pela TVI, em janeiro deste ano.