O Deutsche Bank, principal banco alemão, vai pagar 1,4 mil milhões de euros para pôr fim ao contencioso nos Estados Unidos sobre as suas atividades no mercado hipotecário norte-americano.

«O Deutsche Bank assinou um acordo para resolver o litígio sobre títulos derivados de empréstimos hipotecários» com a Agência Federal norte-americana para o Financiamento Habitacional (FHFA), regulador dos organismos de financiamento imobiliário Fannie Mae e Freddie Mac, indicou o banco em comunicado.

«No quadro deste acordo, o Deutsche Bank vai pagar 1,4 mil milhões de euros», acrescentou.

O pagamento deste montante põe termo às queixas da FHFA contra o Deutsche Bank, acusado de ter ocultado entre 2005 e 2007 a natureza do risco de títulos vendidos à Fannie Mae e à Freddie Mac, causando-lhes perdas avultadas.

Dezasseis outras instituições financeiras foram visadas por ações judiciais idênticas por parte da FHFA, segundo o comunicado.

«O acordo de hoje constitui mais um passo nos esforços para resolver os problemas jurídicos do banco e prevemos alcançar mais progressos em 2014», declararam Jurgen Fitschen e Anshu Jain, administradores do Deutsche Bank citados no comunicado.

O montante a pagar já está constituído nas reservas do banco para litígio jurídico e não é necessária qualquer reserva suplementar, sublinha o comunicado.