O jogo Pokémon Go foi lançado há apenas duas semanas mas já conquistou milhares de pessoas. A Nintendo agradece e, ao mesmo tempo, enche os cofres. Não é de estranhar que se fale em "pokemania". Nem seriam precisos números, porque não se fala noutra coisa, mas eles ajudam sempre a retratar os fenómenos. E este é um deles: precisamente nestes 15 dias, a fabricante de videojogos nipónica mais do que duplicou o seu valor e até já ultrapassou a Sony em valor de mercado.

Foi a 6 de julho que a aplicação para telemóvel e tablet de realidade aumentada foi lançada, consistindo em apanhar os famosos bonecos que surgiram em meados da década de 90 e renasceram agora e estão a criar uma autêntica loucura pelas ruas.

Rapidamente se tornaram numa febre sem controlo, em todo o mundo,  dando um impulso de 21 mil milhões de euros à Nintendo, que ganhou 120,93% com o fenómeno.

As ações dispararam hoje 14,36% na bolsa de Tóquio, para 31.770 ienes. Com estes ganhos acumulados, a empresa conseguiu ultrapassar a também gigante Sony em valor de mercado: de 17,3 mil milhões de euros para quase 39 mil milhões. 

O jogo tornou-se viral ainda sem chegar a todos os países, como o próprio Japão. O lançamento começou pela Austrália, Nova Zelândia e Estados Unidos. Depois, o jogo ficou disponível em mais de 30 países, incluindo Portugal.