Os maiores bancos portugueses estão a subir os custos de manutenção da conta-ordenado.

Segundo a Deco os bancos em causa são a Caixa Geral de Depósitos, BCP, Novo Banco, BPI e Santander Totta.

De acordo com o estudo, citado pelo Jornal de Notícias, estas cinco instituições aumentaram, no ano passado, os custos de movimentações na conta-ordenado em 47%.

A associação de defesa do consumidor refere que os custos médios de manutenção atingem os 61 euros por ano, o que representa mais de cinco euros por mês.

Já as anuidades dos cartões de crédito aumentaram 28% no último ano, 56 vezes acima do valor da inflação.

Como escolher a conta-ordenado? Veja no segundo vídeo, em cima, algumas dicas.