O consumo de bacalhau em Portugal aumentou 12% face a 2013, enquanto o preço médio caiu cerca de 13%, segundo dados do Conselho Norueguês da Pesca (Norge).

O consumo de bacalhau salgado seco em Portugal aumentou 14,6%, enquanto as vendas do demolhado/ultracongelado tiveram uma ligeira redução.

«Temos razões para acreditar que os portugueses consideram o bacalhau real como o melhor valor para o seu dinheiro, uma vez que este, depois de demolhado aumenta até 35% de peso. No fundo, ao comprar um quilo de bacalhau, o consumidor sabe que está a comprar efetivamente 1.350 kg», justificou o diretor do Norge em Portugal, Christian Nordahl, num comunicado.

O facto de o bacalhau estar mais barato deveu-se, sobretudo, à descida de preços na origem, neste caso na Noruega, já que a recuperação de stocks permitiu aumentar a quota de pesca.

O Norge estima que o bacalhau será servido em 80% dos lares portugueses na noite de Consoada.Em Portugal as categorias mais consumidas são o corrente, o crescido e o graúdo.