Os trabalhadores do Metropolitano de Lisboa marcaram novas paralisações parciais, uma para 02 de janeiro, seguida de «mais uma greve parcial por semana», foi hoje anunciado.

De acordo com um comunicado hoje divulgado pela Federação de Sindicatos de Transportes e Comunicações (FECTRANS), os trabalhadores do metro «decidiram avançar para novas lutas em janeiro, sendo a primeira no dia 02, entre as 5:30 e as 10:00, e depois com mais uma greve parcial por semana».

No plenário realizado esta terça-feira, os trabalhadores reafirmaram também a greve marcada para quinta-feira, entre as 05:30 e as 09:30 para a generalidade dos trabalhadores e entre as 08:00 e as 12:30 para os trabalhadores

administrativos e técnicos superiores.