O Estado espanhol (excluindo as autarquias) registava no final de julho um défice de 54.293 milhões de euros, o que equivale a 5,27% do PIB, segundo dados divulgados pelo Ministério da Fazenda e citados pela Lusa.

De acordo com estes dados divulgados ao fim do dia de segunda-feira, a administração central acumulou o maior défice, de 46.891 milhões, equivalentes a 4,55% do PIB, enquanto as comunidades autónomas somaram um défice de 7.936 milhões de euros, ou 0,77% do PIB.

Já o sistema de Segurança Social registava um excedente de 534 milhões, equivalente a 0,05% do PIB.

Entre os governos regionais, duas registavam excedente: Baleares com 120 milhões de euros, equivalentes a 0,46% do seu PIB, e Astúrias com 92 milhões de euros, equivalentes a 0,43% do seu PIB.

Em termos absolutos, as comunidades autónomas que registavam maiores défices eram a Catalunha (2.039 milhões de euros), Madrid (1.446 milhões) e Andaluzia (1.143 milhões), e as que tinham menos os menores eram La Rioja (um milhão) e Cantábria (36 milhões).

Em termos relativos as comunidades com um maior défice face ao seu PIB eram Navarra (3,49%), Múrcia (1,48%) e Catalunha (1,05%), e as menores La Rioja (0,01 %) e Cantábria (0,28%).