O investimento direto estrangeiro na China atingiu os 31.549 milhões de dólares (22.800 milhões de euros) no primeiro trimestre, mais 5,5% do que no mesmo período do ano passado.

Apesar da subida, em março o investimento direto estrangeiro caiu 1,5% face ao mesmo mês de 2013.

No primeiro trimestre os investidores estrangeiros

mostraram-se especialmente interessados nas atividades relacionadas com o setor dos serviços e da agricultura, que aumentaram 20,1 e 32,2%, respetivamente, enquanto o investimento na indústria seguiu a sua tendência de queda ao diminuir 11,7%.

Segundo a zona de origem do investimento, as empresas do sudestes asiático aumentaram a sua atividade em 7,9% com a Coreia do Sul a registar um aumento de 162,13%.

Em sentido negativo seguiam os investimentos das empresas japonesas com uma queda de 47%, da União Europeia, a descerem 24,5% e dos Estados Unidos, com uma queda de 2%.