As empresas do setor do trabalho temporário faturaram 1.245 milhões de euros em 2017, mais 6% do que no ano anterior. É o que conclui um estudo da consultora Informa D&B sobre a faturação agregada do setor.

No período compreendido entre  2013 e 2017 a faturação setorial aumentou perto de 365 milhões de euros, fixando-se a taxa de crescimento médio anual em 9%.

Em 2017, as empresas autorizadas a prestar serviços de trabalho temporário eram 227, menos três que no ano anterior. No total, agregaram 90.994 trabalhadores.

Por distribuição geográfica, verifica-se uma concentração na região de Lisboa, onde se localizam 46% do total das empresas e 34% no Norte.

Para a realização deste estudo a Informa D&B analisou as 227 empresas do setor do trabalho temporário, aplicando um inquérito por contacto telefónico.