A empresa de notação financeira Fitch reduziu, esta sexta-feira, a perspetiva da Grécia de estável para negativa, justificando-a com o aumento da incerteza política, mas manteve a nota da sua qualidade creditícia em B (altamente especulativa).

«O atual período de incerteza política aumentou o risco para a credibilidade da Grécia, porque o financiamento oficial, e qualquer potencial reabertura do acesso ao mercado, pode ser adiado por alguns meses. As eleições, antecipadas para 25 de janeiro, tornaram a direção das decisões políticas na Grécia mais incerta», justificou a Fitch, em comunicado.