A Fitch vai retirar Portugal do lixo. A TVI24 apurou que é esta a decisão que a agência de rating vai comunicar mais logo.

A Fitch vai subir a avaliação num nível, o que quer dizer que Portugal vai deixar de ser considerado lixo financeiro para mais esta agência.

A Standard & Poor's já o tinha feito, em setembro. Com a  decisão da Fitch, duas das três maiores empresas de rating colocam Portugal com avaliação positiva.

Nos mercados esta notícia foi antecipada, com os juros da dívida pública a caírem de novo.

Nesta altura, Portugal aproxima-se dos níveis de risco de Espanha e ultrapassou a Itália pela primeira vez.

Costa "não ficaria surpreendido"

Pouco antes desta notícia da TVI24, o primeiro-ministro, António Costa, disse em Bruxelas, aos jornalistas, que “não ficaria surpreendido” se a Fitch acompanhasse o que outras agências de notação têm feito e “concluísse o óbvio”.

No final do Conselho Europeu, o chefe de Governo começou por dizer que não iria “antecipar expectativas” quanto à revisão do rating de Portugal que esta agência irá publicar hoje, mas comentou que “há um dado que é muito claro: a situação económica e financeira hoje não tem nada a ver com a situação de Portugal do ponto de vista económico e financeiro em 2011 ou em 2015”.

Houve outras agências de rating que já anteciparam esse movimento, e sobretudo os mercados têm estado a antecipar claramente esse movimento. Ao longo do ano temos vindo a reduzir a nossa taxa de juro e tivemos a saída do Procedimento por Défice Excessivo. Não ficaria surpreendido que as agências de notação financeira concluíssem o óbvio: é que a situação hoje, estando tão diferente daquela em 2011, tem de ter uma notação distinta, claramente distinta, da que tinha em 2011.