As receitas da Meo/Altice Portugal recuaram 1% no ano passado, face a 2016, para 2.164 milhões de euros, e no quarto trimestre diminuíram 1,8%, para 536 milhões de euros, anunciou esta quinta-feira o grupo Altice.

No mesmo período, o resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (EBITDA) ajustado recuou 6%, para 1.007 mihões de euros.

Estes dados incluem serviços de suporte e excluem o negócio grossista de voz internacional.

No ano passado, o investimento (CAPEX) cresceu 3,9%, face a 2016, para 458,2 milhões de euros.

As receitas da Meo no quarto trimestre recuaram 1,8% em termos homólogos, para 536 milhões de euros, "no novo perímetro incluindo suporte de serviços e excluindo o negócio de voz internacional grossista que está a ser vendido".

No último trimestre do ano, o EBITDA ajustado da Altice Portugal recuou 6,7%, para 245 milhões de euros, com a redução de margem de 2,4 pontos percentuais para 45,8%, reflexo da perda da margem quer no segmento consumo, quer no segmento empresarial, como consequência do forte ambiente competitivo.