A EDP anunciou esta segunda-feira, em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), que acordou a venda de uma parcela e respetivos juros do défice tarifário de 2014 no valor de 93 milhões de euros.

A empresa explicou que o montante em causa é “relativo ao sobrecusto com a produção em regime especial”.

“O défice tarifário de 2014 resultou do diferimento por cinco anos da recuperação do sobrecusto de 2014 com a aquisição de energia aos produtores em regime especial (incluindo os ajustamentos de 2012 e 2013)”, refere a elétrica, liderada por António Mexia.