O Eurogrupo aprovou o terceiro programa de ajuda para a Grécia, que vai disponibilizar ao país helénico um total de 86 milhões de euros durante três anos.

A Comissão Europeia já confirmou a informação em comunicado.

"Um novo empréstimo no valor de 86 mil milhões de euros será disponibilizado à Grécia durante os próximos três anos."


A primeira tranche do programa será de 26 mil milhões de euros.

Fontes próximas do Eurogrupo afirmaram que destes 26 mil milhões, cerca de 10 mil milhões serão usados para recapitalizar a banca, 7,2 mil milhões serão para o Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (EFSM), 3,7 mil milhões para pagar ao BCE e 1,6 mil milhões para o FMI.

O ministro das Finanças da Bélgica, Johan van Overtveldt, afirmou à agência Reuters que o acordo conseguido na terça-feira foi viabilizado, mas "com algumas medidas adicionais". O ministro não esclareceu, contudo, que novas medidas são essas.

O encontro dos ministros das Finanças da Zona Euro decorreu esta sexta-feira em Bruxelas e durou cerca de seis horas.

Alexis Tsipras queria que o novo plano de ajustamento entrasse em vigor antes de 20 de agosto, data em que a Grécia deve proceder a mais um reembolso ao Banco Central Europeu.