Estão "em construção" cerca de 80 hotéis em Portugal, cuja abertura está prevista "nos próximos dois anos", anunciou esta segunda-feira o ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, na comissão parlamentar conjunta de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa e de Economia, Inovação e Obras Públicas, no âmbito do debate na especialidade do Orçamento do Estado para 2018.

O governante sublinhou que as linhas de financiamento para o turismo permitiram requalificar de cerca de 200 unidades hoteleiras.

Sobre o Alojamento Local, e em resposta a questões de deputados, o governante recordou que quando o executivo assumiu funções havia 28.000 registos.

Estamos praticamente a duplicar o número de registos, temos 52.000 registos"

Manuel Caldeira Cabral rejeitou, assim, que haja uma redução do número deste tipo de unidades.

Falou ainda do fundo de 50 milhões de euros para captar filmagens e eventos para Portugal e defendeu que o apoio a eventos que se realizem em Portugal possibilita gastos não só na hotelaria e restauração, como em outros setores.

"Esses eventos promovem de facto a atividade [do turismo e o emprego" e permitem "também um encaixe fiscal importante", disse.

Por sua vez, a secretária de Estado do Turismo Turismo, Ana Mendes Godinho, adiantou que o fundo serve para captar filmagens internacionais em Portugal, como também "captação de eventos em todo o país".

Sobre as iniciativas decorrentes do impacto dos incêndios que este ano assolaram o país, Ana Mendes Godinho afirmou que "desde o momento zero" que o Governo tem "estado no terreno" para "dinamizar e identificar as infraestruturas que têm de repostas no terreno", recordando que o programa Valorizar foi duplicado de 30 para 60 milhões de euros.