As pequenas empresas são as que criam mais emprego representando 60% de novos postos de trabalho criados, informou hoje Teresa Lima, da empresa Informa D&B, no Encontro Nacional de Gabinetes de Saídas Profissionais, em Coimbra.

As jovens e as pequenas empresas «são as principais dinamizadoras da criação de emprego», afirmou Teresa Lima, diretora de Estudos da empresa Informa D&B, durante o painel ¿Onde nasce o novo emprego?', considerando que tal informação vai contra o mito de que são as grandes empresas que criam novos empregos.

A maioria do universo total de empresas portuguesas, cerca de 60%, mantém o número de empregados, sendo que cerca de 20% das empresas aumentaram ou reduziram os seus postos de trabalho.

As empresas de crescimento elevado - com um crescimento de 20% ao ano e que têm um mínimo de 10 trabalhadores, apesar de representarem «menos de 1% das empresas», a nível nacional, criam 10% de todos os empregos gerados num ano, segundo a base de dados da Informa D&B, que contém dados de todas as empresas registadas em Portugal.

Das empresas criadas em Portugal em 2011, por exemplo, 30% situam-se no setor dos serviços, na sua maioria, resultam da iniciativa de pessoas singulares, cerca de 46 mil, contra as 2.500 empresas criadas por entidades coletivas, referiu a mesma responsável.