São 31 as empresas municipais que não cumprem os critérios do Governo e que ainda se mantêm em funções. As câmaras deveriam ter deliberado a dissolução até Março, mas em vários municípios isso não aconteceu, adianta o Jornal de Negócios.

São mais de 10% das empresas municipais que não respeitam a nova lei do setor empresarial local que, segundo o Executivo, já fechou 114 empresas. Os dados são do Anuário Financeiro dos Municípios.

As razões para a manutenção das empresas são distintas: diversos municípios, por exemplo, optaram por alterar os estatutos das empresas, tentando torná-las legais.