A queda do volume de negócios nos serviços acentuou-se em junho, devido sobretudo ao comércio por grosso e reparação de veículos automóveis e motociclos, revelou o Instituto Nacional de Estatística.

O índice de volume de negócios nos serviços passou de uma variação homóloga nominal de -4,8% em maio, para -6,2% em junho.

A secção de Comércio por grosso e reparação de veículos automóveis e motociclos ¿ que contribuiu com -3,7 pontos percentuais para a variação do índice total - registou uma diminuição homóloga de 6,5%, mais que a redução de 5,5% do mês anterior.

Entre abril e junho, a variação homóloga deste índice registou uma diminuição de 5,3%, contra a queda de 8,4% no trimestre anterior.

Segundo o Instituto nacional de Estatística (INE), os índices de emprego, das remunerações brutas e das horas trabalhadas apresentaram diminuições homólogas de 4,3%, 4,8% e 6,6%, respetivamente, contra reduções de 4,6%, 5,7% e 5,1% em maio, pela mesma ordem.