O Banco de Espanha multou em 27.000 euros Antero Luján Alzallu, ex-conselheiro da Caja de Castilla-La Mancha (CCM), por duas infrações muito graves na gestão daquela entidade, indica esta quinta-feira Boletim Oficial do Estado (BOE), noticia a Lusa.

Em março de 2009, o Banco de Espanha assumiu o controlo da CCM, após destituir o seu conselho de administração e acordar injetar liquidez na sociedade, apesar de o caso contra Antero Luján se ter iniciado em 2010, sendo a titular do Ministério da Economia Elena Salgado.

Atualmente, a CCM faz parte do Liberbank, grupo resultante da fusão da Cajastur, Banco CCM, Caja Cantabria e Caja Extremadura.