O Governo vai anunciar amanhã, em Conselho de Ministros, o vencedor à privatização da TAP, tal como previsto inicialmente, sabe a TVI.
 
Depois dos dois candidatos terem melhorado as suas propostas à compra da companhia aérea, a análise à documentação foi feita em contra relógio para que o vencedor seja anunciado já na habitual reunião do Governo.
 
Recorde-se que há dois anos o Governo interrompeu o processo de privatização por falta de garantias do único candidato na última fase, o colombiano Germán Efromovic, mas agora há condições para escolher o vencedor que ficará com 61% da TAP.
 
A administração da TAP e a Parpública, a holding estatal que detém as ações da companhia, estão a trabalhar horas extraordinárias para conseguir entregar ao Governo os relatórios de avaliação às duas propostas que estão em cima da mesa.
 
Germán Efromovich e Davis Neeleman – os concorrentes à privatização cumpriram o pedido do Governo feito há uma semana e apresentaram versões melhoradas para a privatização da companhia aérea necional.
 
Agora foi altura de chamar outra vez os assessores do Governo neste processo para analisar os novos documentos entregues pelo dono da Avianca e também da brasileira Azul.
 
Esta tem sido uma corrida contra o tempo, numa altura em que a meta está á vista, já que esta quinta-feira, em Conselho de Ministros, o Governo vai desvendar quem vai ser o novo dono da TAP.