Trabalhadores do Metro de Lisboa cumprem no dia 19 de dezembro uma greve parcial entre as 05:30 e as 09:30 em protesto contra as medidas previstas no Orçamento do Estado (OE), disse esta terça-feira fonte sindical.

Em declarações à Lusa, Anabela Carvalheira, da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans), admitiu que podem ser marcadas novas greves este mês.

A greve do dia 19 vai realizar-se entre as 05:30 e as 09:30 para a generalidade dos trabalhadores e entre as 08:00 e as 12:30 para os trabalhadores administrativos e técnicos superiores.

Esta é a quarta greve parcial que os trabalhadores do Metro de Lisboa realizam desde novembro, tendo as estações sido encerradas entre as 06:30 e as 09:30 dos dias 19, 21 e 28.

Entre os motivos para estas paralisações está o decreto-lei 133/2012, que «pretende abrir as portas à concessão da empresa e, uma vez mais, reduzir trabalhadores, reduzir os seus direitos e reduzir a sua remuneração», afirmou Anabela Carvalheira.

Os funcionários do Metropolitano de Lisboa contestam também o OE, que «visa uma vez mais os trabalhadores do setor empresarial do Estado, com cortes brutais, encaminhando estes trabalhadores para uma situação insustentável», acrescentou a sindicalista.