Gazprom chegou a acordo com a anglo-holandesa Shell, a alemã E.ON e a austríaca OMV para a construção de um gasoduto, designado Nord Stream-2, para a Alemanha