A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos aumentou em 10% o valor rendimento anual máximo para os beneficiários da tarifa social de eletricidade.

Em comunicado, a ERSE justifica a subida com o facto de o atual número de beneficiários ser muito abaixo do esperado.


“O número de beneficiários da tarifa social de eletricidade (cerca de 85 mil) se encontra, no final do terceiro trimestre, muito abaixo do objetivo estipulado em 500 mil titulares de contratos de fornecimento de energia elétrica”


O aumento em relação ao valor anterior é de 528 euros. O regulador informa que a partir de 1 de janeiro as famílias com rendimentos até 5.808 euros vão pode beneficiar da tarifa social.

“O valor do rendimento anual máximo é acrescido de 50% por cada elemento adicional que habite no domicílio fiscal”, alerta o regulador.