O transporte marítimo de viaturas no grupo Central dos Açores foi reposto, esta segunda-feira, com a entrada ao serviço do navio "Gilberto Mariano", que esteve parado devido a uma avaria, anunciou fonte da Atlânticoline.

Segundo a mesma fonte, o transporte regular de viaturas esteve temporariamente suspenso devido não só a uma avaria elétrica no "Gilberto Mariano", mas também à paragem em estaleiro do "Mestre Simão", o navio ‘gémeo’, que está varado em Lisboa para certificação.
 

"As peças que a Atlânticoline encomendou para reparar a rampa de popa chegaram no final da semana, o navio está operacional e já reiniciou hoje as viagens regulares entre as ilhas do Triângulo [Faial, Pico e São Jorge]".


A empresa açoriana de transporte marítimo de passageiros e viaturas espera, entretanto, que o "Mestre Simão" parta de Lisboa no final da semana, rumo aos Açores, para reiniciar as suas viagens entre Faial, Pico e São Jorge.

Só entre estas três ilhas, a empresa transporta anualmente mais de 400 mil passageiros e cinco mil viaturas.

Os navios "Mestre Simão" e "Gilberto Mariano", com 40 metros de comprimento, foram construídos em 2013, nos Astilleros Armon, em Espanha, e custaram cerca de 18,6 milhões de euros.