A taxa de desemprego na Alemanha caiu em 2014 face a 2013, para 6,7%, o valor mais baixo desde 1991, anunciou hoje em comunicado a Agência Federal do Trabalho.

Equivalente a um total de 2,898 milhões de desempregados (menos 52 mil do que em 2013), a taxa de desemprego de 2014 é, juntamente com a registada em 2012, a mais baixa em mais de 20 anos, lê-se no documento, citado pela EFE.

Já o número de trabalhadores precários fixou-se em 3,804 milhões de pessoas, menos 98 mil do que em 2013 e o valor mais baixo desde a reunificação da Alemanha.

“Apesar dos poucos impulsos económicos, o mercado laboral evoluiu de forma positiva. Em 2014 houve menos pessoas sem trabalho do que no ano anterior e aumentou a ocupação e a disposição para contratar pessoal por parte das empresas”, destacou o presidente da Agência Federal do Trabalho, Frank-Jürgen Wiese.

No total, a agência disponibilizou no ano passado 490 mil postos de trabalho, mais 33 mil do que em 2013.

Em dezembro, a taxa de desemprego na Alemanha subiu para 6,4%, o que corresponde a um aumento de 47 mil pessoas, para 2,764 milhões.

Contudo, eliminados os efeitos sazonais, assistiu-se em dezembro a uma quebra de 27 mil desempregados face a novembro e de 110 mil em termos homólogos.