O comissário europeu Carlos Moedas afirmou esta quinta-feira, em Bruxelas, que não faz qualquer sentido falar num cenário de um segundo resgate a Portugal, que “está a cumprir” todas as expetativas.

Não é uma realidade, estamos a falar de uma coisa que não existe, não há nenhuma probabilidade de isso acontecer”, declarou aos jornalistas.

O comissário sublinhou que “Portugal tem cumprido e está focalizado na execução do orçamento”, pelo que nem entende como se pode falar sequer na palavra “resgate”.

Portugal está a cumprir. Portugal neste momento está a enviar para Bruxelas números que estão dentro de todas as expetativas que temos, e portanto Portugal está a cumprir. Portanto eu nem vejo como é que podemos pensar nessa palavra «resgate» ou em resgate em relação a nenhum país na Europa neste momento. Isso não existe, não acontece, não há qualquer indício de nada em relação a nenhum país”, afirmou.