O Banco de Inglaterra manteve as taxas de juro inalteradas nos 0,5%, por oito votos a favor e um contra.

A decisão de manter a taxa de juro (0,5% desde março de 2009) e o montante do plano de compra de ativos em 375.000 milhões de libras (540.000 milhões de euros) foi tomada no final de uma reunião de dois do Comité de Política Monetária do banco emissor inglês, cujos membros começam a estar divididos sobre a necessidade de subir o preço do dinheiro, tendo em consideração a recuperação da economia britânica.

A instituição sublinha que no último trimestre o emprego não subiu, mas os salários sim. E antecipa que o crescimento dos salários seja de 3% e que o emprego suba 1,25% este ano.

O Banco de Inglaterra decidiu ainda cortar a sua previsão de inflação para o curto prazo, antecipando que nos próximos meses continuará a estar próximo de zero.