O Governo vai recuperar os cortes salariais na função pública que estavam em vigor desde 2011, implementados no governo Sócrates. A medida é parte da resposta ao chumbo do Tribunal Constitucional aos cortes nos salários que tinham sido alargados este ano, escreve o Diário Económico.

As restantes medidas adicionais para compensar o buraco aberto pelo chumbo do Tribunal Constitucional só serão definidas mais tarde, quando os juízes decidirem sobre os atuais cortes nas pensões.

Já para 2015, avança a tabela remuneratória única que o Governo vai começar a discutir nas próximas semanas com os sindicatos. Esta deverá incorporar os cortes necessários para baixar os gastos com salários na mesma dimensão que o Governo já se tinha comprometido no Documento de Estratégia Orçamental.