O valor das reservas de ouro do Banco de Portugal caiu 30,9 por cento entre 2012 e 2013 para 10,7 mil milhões de euros, segundo o Relatório do Conselho de Administração do Banco de Portugal hoje publicado.

Segundo o supervisor e regulador bancário, apesar de a reserva de ouro se ter mantido igual em 382,5 toneladas, houve uma queda do valor do ouro em 4795 milhões de euros que «deve-se unicamente à evolução negativa da sua cotação».

Em 2012, o valor das reservas de ouro era de 15,5 mil milhões de euros