Os parceiros sociais receberam hoje a proposta do Governo para o novo conselho diretivo do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), que funcionará em regime de substituição até à conclusão do concurso formal, mantendo como presidente Jorge Gaspar.

As confederações patronais e sindicais receberam a proposta do Ministro do Trabalho através do Conselho Económico e Social (CES) e devem responder até ao final da manhã de quinta-feira.

A proposta do ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social prevê que o conselho diretivo do IEFP continue a ser presidido por Jorge Gaspar, tendo como vice-presidente Paulo Feliciano e como vogais Catarina Campos e Ana Isabel Coelho.

Jorge Gaspar preside ao IEFP desde dezembro de 2013, tendo anteriormente presidido ao conselho diretivo do Instituto para a Higiene e Saúde no Trabalho e chefiado vários gabinetes governamentais, entre outras funções.

O novo vice-presidente proposto, Paulo Feliciano, foi vice-presidente da Agência Nacional para a Qualificação, assessor de secretários de Estado do Emprego e consultor na área do emprego.

Catarina Campos é desde janeiro de 2012 técnica superior do centro de emprego de Santarém, do qual já tinha sido diretora durante dois anos.

Ana Isabel Coelho é secretária técnica do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, tendo anteriormente desempenhado as mesmas funções noutros programas operacionais, assessorado um secretário de Estado do Emprego e dirigido serviços do IEFP.

O Governo destituiu há uma semana o conselho diretivo do IEFP e vários quadros do instituto.

A proposta de designação do conselho diretivo do IEFP vai funcionar em regime de substituição até à conclusão do procedimento concursal que decorrerá no âmbito da CRESAP, a comissão de recrutamento e seleção para a administração pública.