Os trabalhadores da Soares da Costa estão concentrados nos estaleiros da empresa na Rechousa, Gaia, em protesto pelo despedimento coletivo de 500 funcionários e reclamando o pagamento dos salários de novembro, dezembro e subsídio de Natal, anunciou fonte sindical.

Em comunicado, o Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Norte (SITE-Norte) adianta ainda que os trabalhadores encerraram os portões da empresa “para impedir a saída e a entrada de qualquer material, nomeadamente uma grua para a obra do hotel Monumental”.

Em causa está o processo de despedimento coletivo de cerca de 500 funcionários anunciado a 16 de dezembro passado pela construtora e o atraso no pagamento dos salários dos meses de novembro, dezembro e do subsídio de Natal.