O consumo de eletricidade aumentou em outubro pelo quarto mês consecutivo, reduzindo a queda verificada desde janeiro para 0,2%, e a produção renovável abasteceu este ano 57% do consumo nacional, segundo dados da REN.

O consumo de energia elétrica registou, em outubro, um aumento de 1,2% em relação ao mesmo mês de 2012, que se limita a 0,9% com correção dos efeitos de temperatura e número de dias úteis.

Entre janeiro e outubro deste ano, o consumo apresentou uma tendência de queda de 0,4% face a igual período de 2012, ou de 0,2% com correção dos efeitos de temperatura e dias úteis.

Até final de outubro, 57% do consumo nacional de eletricidade foi abastecido por fontes renováveis: hídricas 28%, eólicas 23%, biomassa 6% e fotovoltaicas 1%.

Já as centrais a carvão abasteceram 22% do consumo e as centrais a gás natural 14%.

Nota ainda para o facto de, na madrugada do dia 22 de outubro, a produção eólica ter atingindo o valor mais elevado de sempre: 3.840 Megawatt (MW).

Em outubro, a tendência importadora que se registou nos últimos meses manteve-se, com o saldo importador anual a equivaler, no final do mês, a 6% do consumo total.