As transações de imóveis familiares diminuíram 4,7% no segundo trimestre do ano, face ao anterior, devido à suspensão da atribuição de Vistos Gold, revelam dados da APEMIP – Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal.

No entanto, somando as transações do primeiro semestre deste ano, quando foram vendidos 50.228 alojamentos familiares, dos quais 24.512 no segundo trimestre, regista-se um aumento de 24,8% face ao mesmo semestre do ano passado.

A queda de transações de imóveis entre o primeiro e o segundo trimestre deste ano não foi, no entanto, surpresa para a associação.