A comissária europeia dos Assuntos Marítimos e das Pescas, Maria Damanaki, afirmou esta terça-feira ser necessário explorar mais as potencialidades do mar para promover o desenvolvimento e combater o desemprego.

«No meio da crise sabemos que precisamos de aumentar o número de empregos e os oceanos podem dar esse potencial que necessitamos, porque ainda não exploramos os nossos mares», disse a responsável após um almoço oferecido pelo presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, no âmbito da visita que efetua hoje e quarta-feira à região.

Maria Damanaki salientou que é no mar que podem ser encontradas «muitas possibilidades de trabalho, crescimento e novos investimentos».

A comissária realçou que a União Europeia está a fazer uma «abordagem diferente da política das pescas», sobretudo no que diz respeito às frotas com pequenos barcos, salientando que a «Madeira depende da pesca tradicional» e que «a Comissão deve prestar muita atenção a esta ilha e às outras da União Europeia».

«A nossa ideia para uma nova política comum de pescas passa por um tratamento diferenciado para as pequenas embarcações. Queremos dar uma maior margem de apoios para as pequenas embarcações», acrescentou, mencionando que estas poderão beneficiar de 75 por cento dos apoios em todos os programas, enquanto os barcos maiores deverão contar com 25 por cento do financiamento comunitário.