Tabelas IRS 2013: calcule o seu salário nos nossos simuladores

A TVI24 ajuda-o a perceber qual será, afinal, o seu salário líquido mensal, após todos os impostos e contribuições aplicadas

Por: Redação / Paula Gonçalves Martins    |   15 de Janeiro de 2013 às 14:36
Com a publicação das novas tabelas de retenção na fonte IRS 2013, instalou-se o caos. Quer saber quanto vai receber de salário este ano, depois de aplicadas as novas tabelas e também a sobretaxa de 3,5% em sede de IRS? Para isso pode usar o simulador da TVI.

Pode também utilizar o simulador da PWC.

Aqui pode consultar algumas simulações de alguns casos concretos feitas pela PWC para a TVI.

Temos ainda simulações em vídeo para o setor privado e simulações em vídeo para o setor público.

Mas, se quer saber como são feitas as contas para chegar ao seu novo salário, explicamos-lhe tudo. Antes de mais, deve saber que as novas tabelas de retenção na fonte divulgadas na segunda-feira à noite pelo Governo ainda não incluem a sobretaxa de 3,5%, prevista no Orçamento do Estado para este ano.

Ou seja, estão lá as sobretaxas de solidariedade previstas para os rendimentos mais elevados, mas falta ainda adicionar a sobretaxa de 3,5%, que é para todos os que ganham mais de 485 euros por mês, ou seja, mais que o salário mínimo nacional.

Parece confuso? É mesmo. Por isso, a TVI24 ajuda-o a fazer as contas. Peguemos num exemplo prático: um contribuinte solteiro, sem filhos, trabalhador do setor privado, com um rendimento bruto mensal de 1.500 euros. De acordo com as novas tabelas de retenção, este contribuinte passa a estar sujeito a uma taxa de retenção de 18,5%, o que equivale a 277,50 euros. Ficam 1.222,50 euros.

Ao valor bruto há que retirar também os 11% de contribuição para a Segurança Social, ou seja, 165 euros. Ficam 1.057,50 euros. A este valor, há que descontar agora o valor do salário mínimo nacional (485 euros). Ficam 572,50 euros. É sobre este valor que é aplicada a sobretaxa de 3,5%. Ou seja, vai pagar 20,03 euros de sobretaxa, que tem de retirar aos 1.057,50 euros. No final, recebe 1.037,44 euros.

Este será o valor do seu salário líquido mensal, se não optar por receber o subsídio em duodécimos.

Para fazer as contas para o seu caso, basta procurar a tabela que lhe diz respeito (solteiro com ou sem filhos, casado com ou sem filhos, setor público ou privado) e encontrar a taxa aplicada ao seu nível de rendimento. A partir daí, é só replicar as contas.

Ao valor final, pode, ou não, somar os duodécimos, consoante a sua opção, se trabalhar no privado. No setor público, não há escolha: os duodécimos são obrigatórios.
PUB
Partilhar
EM BAIXO: Dinheiro (Reuters)
Dinheiro (Reuters)

COMENTÁRIOS

PUB
Marcelo defende «acordo de regime» para privatizar a TAP

No comentário no Jornal das 8 da TVI, Marcelo Rebelo de Sousa apela a um entendimento entre a maioria PSD-CDS e o Partido Socialista. O comentador disse ter ainda «esperança» de que a greve prevista para o período entre o Natal e o Ano Novo seja desconvocada, considerando que esta não seria «eficaz» para os sindicatos