A investigação que a Autoridade da Concorrência (AdC) realizou, na semana passada, a mais de 15 instituições bancárias teve origem numa denúncia do banco Barclays. A noticia é avançada esta segunda feira pelo jornal «Diário Económico».

A TVI24.pt já contactou o Barclays, que não faz qualquer comentário.

O jornal adianta, ainda assim, que o banco britânico foi o primeiro a avançar com indícios que permitiriam à Autoridade da Concorrência levar o processo até ao Ministério Público, sendo que o processo de contra-ordenação por suspeitas de cartel foi aberto há mais de dois meses pelo regulador.

O Barclays fez a denuncia ao abrigo do regime de clemência e assegura, assim, que não é visado pelas coimas, caso se venha a provar a existência de cartel.

A AdC está, por isso, a analisar a possível concertação de preços de comissões e «spreads» entre bancos.

Na quarta-feira, soube-se que as investigações envolviam mais de 100 pessoas e 25 pontos de busca pertencentes a 15 instituições bancárias.