TVI24

Black Friday: tudo às claras

1
Sabe como surgiu a "Black Friday"?

Sexta-feira negra porquê?

Black Friday quer dizer sexta-feira negra em português. Mas porquê, se supostamente é um dia de sorte com múltiplos descontos?

Teorias há muitas, mas dizem os entendidos que a culpa é do Dia de Ação de Graças, o célebre jantar do perú, que senta à mesma mesa as famílias norte-americanas. É sempre feriado nacional na quarta quinta-feira de novembro.

E o dia a seguir costuma ser caótico no trânsito, já que é uma espécie de abertura oficial da época das compras de natal. Ora, para os polícias é a sexta-feira mais negra do ano, mas há sempre o reverso da medalha: para o consumo é uma grande oportunidade de negócio.

Rapidamente os grandes armazéns tornaram a expressão Black Friday numa autêntica máquina de fazer dinheiro. Daí para cá é certinho: a Black Friday não falha no calendário. A tradição, que nasceu primeiro na Filadélfia, foi transportada além-fronteiras. Pela Europa e em Portugal também se comemora.

Vai ser um salve-se quem puder. Desde que saiba tirar partido dos descontos, pode de uma assentada riscar a lista de natal. 

2
Black Friday

A desesperar pelos descontos? Siga estas dicas

3

Faça uma lista de compras

E por prioridades. Isto para não correr o risco de se esquecer de algum produto importante, nem perder a promoção por que tanto ansiava. Como a publicidade sobre a Black Friday começa bastante tempo antes, de certeza que já ouviu falar de algumas coisas que encaixam nos seus interesses

Compare preços e qualidade

É a melhor via para comprar mesmo mais barato e não estar a comprar gato por lebre. Há descontos que podem gerar confusão ou não serem tão altos como as marcas apregoam (sobre isso falaremos mais à frente). O melhor é mesmo fazer um mini estudo de mercado. E, assim, quando chegar o momento da compra (online ou presencial), conseguirá ter ideia se os preços realmente baixaram.

Para além do preço, a qualidade é muito importante. A Deco ajuda-o nesta avaliação, com comparadores que permitem perceber se o investimento se justifica. "Saiba como poupar, por exemplo, € 205 em telemóveis, € 340 em máquinas fotográficas digitais e € 368 em televisores", convida a associação de defesa do consumidor.

Anote o horário das promoções

No que toca às compras online, vale a pena conferir a que horas e até que horas decorrem as promoções, atendendo sempre ao fuso horário em causa. Isto para não correr o risco de os produtos esgotarem ou de não chegar a tempo ao 'comboio' dos descontos.

Imponha a si mesmo um orçamento fixo

"Só posso gastar X". É assim que deve pensar e fazer, caso contrário será fácil entrar em tentação. Se tiver a lista de coisas que quer comprar será mais fácil cumprir. Se não tiver, pelo menos fixe um valor na sua cabeça. Quem souber que será difícil controlar-se mais vale usar um cartão multibanco com limite de gastos. 

Assegure-se que trocas e devoluções são aceites

Não vá o diabo tecê-las, caso não tenha conseguido experimentar uma peça de roupa ou não tenha a certeza que o aparelho que comprou está a funcionar de forma impecável, mais vale prevenir do que remediar. Para isso, guarde bem a fatura. 

Segundo a Deco, em termos de direitos, as trocas e garantias são as mesmas do que na época normal, apesar de, neste caso, ser um período de promoções. Se o novo produto tiver um defeito que não surgiu por má utilização, tem direito a reclamar até 2 anos.

Se o produto não tiver defeito, por lei as lojas não são obrigadas a aceitar devoluções ou a fazer reembolsos. Mas há algumas que o fazem por ser essa a sua política comercial.  

 

4

Alerta fraudes!

Para que a Black Friday são vire uma Black Fraude, a Deco coloca à disposição até dia 28 de novembro uma ferramenta que permite analisar a variação do preço online de um mesmo produto nos últimos 30 dias. Assim conseguirá saber já esteve ou não mais barato na loja onde pretende comprar.

Aceda à ferramenta aqui

Mas leia esta explicação primeiro: "Basta inserir o link completo onde encontrou o produto. Também pode colocar o nome da loja online e do produto e procurá-lo dessa forma. Se houver histórico suficiente, surge um gráfico com a variação do preço nos 30 dias anteriores", informa a Deco.

Se aparecer um semáforo vermelho, é porque o preço aumentou dias antes ou é superior ao preço médio praticado nessa loja nos últimos 30 dias.

 

5

Deco deixa avisos

A sexta-feira negra, Black Friday, atrai muita gente, mas a DECO avisa: faça sempre as contas, porque nalguns casos, pode ficar mais caro do que noutro dia qualquer

6
Dados

Atenção a estes passos

Comprar em segurança

Tenha sempre o seu antivírus atualizado e ativo, já que nestas situações os ataques informáticos tendem a aumentar. Os hackers fazem tudo por tudo para roubar dados dos utilizadores e dos cartões de crédito.

Promoções enganadoras

Há sites mal intencionados que maquilham os preços para enganar os utilizadores. Daí que deva fazer operações em sites recomendados para ter mais garantias de receber o que comprou em tempo útil e em boas condições.

Registe-se nos sites antes

Mais vale fazer com tempo, para as coisas não correrem mal no próprio dia e para evitar registar-se à pressa, com dados errados ou em sítios onde não deve. Se ainda não o fez, depois de ler este artigo corra as páginas da Internet das marcas que procura. É que todos os sites de compras pedem aos utilizadores que se registem para procederem ao pagamento e a mercadoria ser enviada. Assim, na sexta-feira, bastará fazer login, escolher e pagar. 

Net veloz é essencial

Com milhares de pessoas a querer comprar online por todo o mundo, os sites podem 'entupir' com os acessos, gerando quebras de conexão.

Será importante precaver-se e assegurar uma boa velocidade de Internet no seu computador, para facilitar tanto a entrada nas páginas como o respetivo pagamento. Há dois navegadores que habitualmente têm uma boa resposta, o Firefox e oGoogle Chrome. 

Seja como for, às vezes a ligação cai mesmo e só resta esperar. Nesse caso, será importante ir atualizando o browser para perceber se já voltou a funcionar. Basta clicar na tecla F5.

7
Compras

As marcas

8

Os descontos podem ir até aos 70% em alguns casos e há muitas empresas a aderir à febre nas lojas físicas e online. Gostos não se discutem e marcas também não. Na impossibilidade de fazer um levantamento exaustivo, aqui ficam algumas lojas onde pode encontrar, de certeza, descontos.

Mas se as modas se pegam, os descontos também. É natural que as suas marcas preferidas entrem na onda  na sexta-feira ou até prolonguem os mega descontos por mais tempo.

  • Amazon
  • Ebay 
  • Media Market
  • Aki
  • Fnac
  • Leya
  • Zara e Zara Home
  • Stradivarius
  • Pull & Bear
  • Bershka
  • Springfield
  • Cortefiel
  • Pedro Del Hierro
  • Lefties
  • Natura
  • Fred Perry
  • Blanco
  • Tezenis
  • C&A
  • Sephora
  • Kiko
  • Boticário
  • IKEA
  • Conforama
  • Verbaudet
  • Imaginarium
  • Toys r Us
  • Parfois
  • Decenio
  • Lion of Porches
  • Forever 21
  • Oysho
  • Women's Secret
  • El Corte Inglés
  • Continente
  • Freeport

ATENÇÃO: Em algumas marcas os descontos são apenas na loja online 

9

O outro lado da Black Friday (2015)

Empurrões, puxões de cabelo, murros e pontapés, foi o vale tudo na luta pelos preços mais baixos

As promoções irresistíveis da "Black Friday", campanha de descontos que acontece na sexta-feira a seguir ao feriado do Dia de Ação de Graças, acabaram em pancadaria em vários centros comerciais dos Estados Unidos da América. A loucura pelos preços baixos levou a que muitos norte-americanos perdessem a cabeça para agarrarem os produtos mais baratos, indica o jornal britânico "Mirror".

Nas últimas horas, apareceram nas redes socais imagens que falam por si: empurrões, murros e pontapés, puxões de cabelo. Tudo valeu nesta luta pelas pechinchas. Num vídeo publicado no Twitter, assiste-se a uma multidão a lutar por ferros de engomar na cidade de Saginaw, no Michigan. No meio da confusão, um menino agarra numa das caixas para dar à mãe, mas uma outra mulher acaba por retirar-lha das mãos. 

 
 


As reações violentas tornaram-se virais nas redes sociais. Nas imagens, vêm-se homens e mulheres numa autêntica batalha campal, jovens a agredirem-se no corredor de um centro comercial e várias raparigas à luta numa loja. Em alguns casos, os conflitos só terminaram com a intervenção da polícia.
 



 
10
Relógio

Posto isto, está na hora! Boas compras!

Por Vanessa Cruz