logotipo tvi24

LE: Sporting-At. Bilbao, 2-1 (crónica)

Do lado esquerdo, onde bate o coração, veio a reviravolta

Por:
   |   2012-04-19 22:09

Foi pelo lado esquerdo, onde mora o coração, que o Sporting encontrou força para vencer o At. Bilbao e viajar em vantagem para San Mamés. A ineficácia portuguesa foi punida por um golo de bola parada, que deu vantagem à formação espanhola, mas Capel e Insúa deram a volta ao marcador (2-1).

A equipa orientada por Sá Pinto foi superior durante quase todo o jogo (exceção feita aos minutos seguintes ao golo sofrido), e acaba por conseguir um resultado que é bom, mas que até podia ter sido melhor.

Puxar dos galões logo de início, mas sem aproveitamento

O At. Bilbao é elogiado pela forma como se lança ao ataque logo desde o primeiro minuto, mas o Sporting soube puxar logo dos galões, e mostrou-se superior em todo o primeiro tempo. A equipa portuguesa conseguiu evitar que o adversário circulasse a bola a seu gosto, e este acabou por abusar do jogo direto. No ataque, com André Martins em bom plano, a dinâmica dos «leões» de Lisboa não teve correspondência em eficácia.

Insúa, logo aos quatro minutos, testou a atenção de Gorka Iraizoz, tentando repetir o golo de livre indireto ao Metalist. O lateral argentino voltaria a estar em destaque na última jogada do primeiro tempo, ao aparecer em excelente posição para o remate, que acabou por não surgir. Pelo meio duas oportunidades para Ricky van Wolfswinkel, mas ambas a saírem ligeiramente ao lado (9 e 43m).

O Athletic, distante do que se esperava, nos primeiros 45 minutos, só criou uma verdadeira ocasião de perigo, e de bola parada (canto), com Llorente a atirar ao lado (13m).

Quem teve mais gás foi o «leão» de Lisboa

A intenção do Sporting, no início do segundo tempo, era voltar a entrar forte, mas logo aos 54 minutos apareceu um golpe inesperado, face ao que se vinha passando. O At. Bilbao chegou à vantagem de bola parada, com um desvio infeliz de Insúa a assistir Aurtenetxe. Um balde de água fria para os adeptos sportinguistas, que ainda estavam de pé a reclamar uma alegada grande penalidade, momentos antes.

Durante alguns minutos o jogo esteve a gosto dos visitantes, que até estiveram perto de chegar ao segundo golo, quando Amorebieta atirou ao poste (58m). O cenário começava a tornar-se preocupante, mas o Sporting, com grande coração, partiu para uma reviravolta. Insúa redimiu-se do lance do golo espanhol e fez o empate, com um estranho mas eficaz golpe de cabeça (76m). E pouco depois Capel, com um forte e colocado pontapé com a canhota, a virar o resultado (80m).

Com o sangue a palpitar nas veias, a equipa portuguesa até podia ter conseguido uma vantagem mais confortável para a segunda mão, sobretudo com a ocasião protagonizada pelo suplente Carrillo, que apareceu solto na marca de penalty, mas falhou o alvo (85m).

A equipa basca é conhecida pela sua espantosa capacidade física, mas foi o Sporting que acabou a todo o gás.

Partilhar
FOTOGALERIA:
As melhores fotos do Sporting-Athletic Bilbao

Sporting vs Atlético de Bilbao (LUSA) EM CIMA: Sporting vs Atlético de Bilbao (LUSA)

Mundial-2014: uma Argentina para «ajudar Messi»
Alejandro Sabella promete seleção compacta, focada na estrela
Uma especialidade portuguesa a lançar os «merengues»
Real venceu o Bayern com um contra-ataque de criação lusa
Gigantes de Lisboa e Turim nos palcos das finais
Benfica e Juventus acumulam vinte finais nas duas maiores competições da UEFA e vão lutar por mais uma
EM MANCHETE
Queda de muro em Braga mata três universitários
Estudantes eram todos caloiros. «Guerra de cursos» terá estado na origem do acidente
Execução orçamental: défice cai, mas despesa aumenta
Passos quer «fazer a função pública respirar»