Turim, 3 de abril de 2018,

Corria o minuto 63 do Juventus-Real Madrid, a contar para os quartos de final da Liga dos Campeões e os merengues venciam por 1-0 com um golo de Ronaldo, mas a Velha Senhora tentava a recuperação e os adeptos ajudavam na pressão em busca do golo.

Minuto 64: o placar passa para 0-2, com mais um golo de Ronaldo, mas os adeptos da Juventus continuaram empolgados, apesar do golo sofrido. Parece confuso?

O vídeo seguinte esclarece o motivo.

Vale a pena ver e rever, coloque em modo repetição. Bata palmas, se achar que merece. Em Turim, os adeptos da Juventus acharam o gesto técnico merecedor, aplaudiram e emocionaram Ronaldo. Ele que, em criança, era da Juventus (ver vídeo acima).

 Foi dos momentos mais bonitos desta noite. Que um estádio como este, por onde passaram grandes jogadores, me aplauda, é um momento único. Estou muito feliz. Grazie!”, disse Ronaldo no final do jogo.

Ao ver o golo, Zidane, um dos melhores de sempre com a bola nos pés e agora treinador de Ronaldo, reagiu assim.

E enquanto Ronaldo festejava, os adeptos da Juventus aplaudiam e Zidane levava as mãos à cabeça, havia um jornalista da Onda Cero a fazer este relato emocionante, que quase o levou às lágrimas e a fazer ficar sem voz.

Impressionante, mesmo!

E o golo ganha ainda outra dimensão porque na baliza estava um dos melhores do mundo e de sempre na posição: Gianluigi Buffon.

LEIA as declarações do guarda-redes italiano.

A comparação com um golo de Zidane em 2002

Zidane, que vestiu as camisolas de Juventus e Real Madrid, também nos habituou a grandes golos. Alguém se lembra da final da Champions de 2002, entre os merengues e o Bayer Leverkusen?

Foi o génio francês que a decidiu com um dos melhores golos de sempre. No final do jogo,  Zidane considerou o seu melhor que este de Ronaldo. Estaria a brincar?

Veja e decida qual o melhor.

Ronaldo ainda não reagiu à "provocação" do treinador, mas já garantiu que este é o melhor golo que alguma vez marcou.

Foi seguramente o meu melhor golo. Já o procurava há muito tempo, mas são circunstâncias do jogo. Passou-me pela cabeça fazê-lo e correu bem. Outras vezes correu um pouco mal, mas é preciso tentar sempre. Eu tentei e marquei um golo de gala.” 

Ninguém tem dúvidas que foi um golaço, mas, como se costuma dizer, "é tudo fruto do trabalho". Caso não acredite, veja o que Ronaldo fez no treino, no mesmo estádio, 24 horas antes?

O treino levou-o ao sucesso e os especialistas já mediram o salto. Ronaldo estava a 1,41m do relvado e o pé atingiu a bola a 2,38m.

A primeira vez de bicicleta ... de forma oficial

Foi a primeira vez que Ronaldo marcou de bicicleta, de chilena como dizem os espanhóis, e o golo contou. Já o tinha feito por Portugal, mas o fiscal de linha não o validou. CR7 fez questão de o relembrar logo após o jogo desta terça-feira.

Uma vez marquei de bicicleta pela seleção. A bola bateu na trave e entrou e o árbitro não viu. Foi parecido, mas este foi um pouco melhor.”

Ora, este brilhante golo significou o 2-0 para o Real Madrid com 64 minutos decorridos, mas o jogo não acabou ali. Mas pareceu!

Os espanhóis ainda fizeram o 3-0, com assistência de Ronaldo para Marcelo, contudo já ninguém estava focado no jogo. Nem mesmos os jogadores e adeptos da Juventus. 

Fora do estádio e nas redes sociais, o mundo reagia àquela "obra de arte".

Arbeloa e Guti, ex-jogadores do Real Madrid foram dos primeiros a reagir. O primeiro mandou-o para Marte, porque "já fez tudo na Terra", o segundo disse que este será o melhor golo do ano.

Hernán Crespo, antigo avançado argentino, também reagiu com humor, escrevendo que o português o imitou.

Se na imagem parece idêntico o movimento, então veja o golo de Crespo, ao serviço do River Plate, frente ao Sporting Cristal.

Mas nem só o mundo do futebol aplaudiu Ronaldo e LeBron James, o King do Basquetebol, não perdeu tempo.

Só Zlatan Ibrahimovic "embirrou" com o golo de Ronaldo

O golo deu a volta ao mundo e o agora "americano" Zlatan Ibrahimovic falou à ESPN e deixou um desafio a Ronaldo: marcar de bicicleta a 40 metros.

O golo do Ronaldo foi bom, mas devia tentar fazer o mesmo a 40 metros da baliza".

 Zlatan já o fez, num Inglaterra-Suécia em 2012, e daí a moral para o desafio.

A rendição da imprensa nacional e internacional, incluindo a catalã e a argentina

O jornal As utilizou uma expressão do jornalista Víctor Hugo Morales para descrever o golo de Maradona à Inglaterra em 1986 
Em França, o L'Équipe considerou Ronaldo de "outro planeta"
Naturalmente, a primeira página dos jornais catalães vai para o Barcelona, que joga esta quarta-feira, mas não deixam de elogiar Ronaldo.
Jornais portugueses
Olé - jornal argentino - rendido ao português

3 de abril ficará para a história de Ronaldo, do Real Madrid, da Liga dos Campeões, da Juventus e daqueles adeptos no estádio por verem história de tão perto. Ficará também na memória de todos aqueles que assistiram ao golo pela televisão, em qualquer parte do mundo, e que, daqui a uns anos, irão descrever a outras gerações o golo e a forma como reagiram a ele. Quantos imitaram Zidane? 

Os que não assistiram em direto vão recordar-se para sempre do que estavam a fazer nesse momento: "Estava no trânsito quando o Ronaldo marcou aquela bicicleta incrível ao Buffon. Mas eu conto-te como foi, filho..."

Um golo para sempre, para a eternidade, de um dos melhores de sempre e atual melhor do mundo.