Lewis Hamilton afirmou que a falha hidráulica que esteve na base da sua paragem precoce na Qualificação para o GP da Alemanha de Fórmula 1 já se tinha manifestado antes de o inglês ter uma saída de pista que fez o W09 dar vários saltos no ar, mas o diretor da equipa manifestou opinião contrária na sua primeira análise.

Toto Wolff confirmou que a paragem se deveu à falha hidráulica, mas que esta resultou dos saltos por cima dos corretores que o carro acabou por dar.

“A questão é que parecem ter resultado alguns danos dos saltos do carro em cima de um corretor e isso provocou a fuga hidráulica”, afirmou o diretor executivo da Mercedes citado pela «Sky».

VEJA TAMBÉM:

GP da Alemanha: Vettel está na pole com recorde em Hockenheim