Com apenas duas temporadas de Fórmula 1 no currículo, Lance Stroll assumiu a titularidade na Williams após o anúncio de Sergey Sirotkin como o substituto de Felipe Massa para a temporada 2018.

O piloto canadiano, três anos mais novo que o companheiro rookie, está ansioso por construir uma “boa relação de trabalho” com Sirotkin, depois de viver uma relação indiferente com Massa.

"Gostaria de receber o Sergey na Williams e estou ansioso por tê-lo como meu colega de equipa", disse Stroll. "Eu conheço o Sergey e estou certo de que iremos formar muito rapidamente uma boa relação de trabalho", assegurou. "Gostei muito da minha temporada de rookie com a equipa, e houve uma série de destaques memoráveis, sobre os quais vou procurar construir em 2018. Estou ansioso por viajar para Barcelona, ​​e conduzir o novo FW41 pela primeira vez ", confessou.

De facto, Stroll somou vários momentos memoráveis e que entraram na história da Fórmula 1. Com 18 anos, tornou-se no mais jovem piloto de F1 a pisar o pódio, com o terceiro lugar no Grande Prémio do Azerbaijão de 2017 e o mais jovem na pole-position no Grande Prémio de Itália. Terminou a temporada em 12.º lugar com três pontos de diferença para Felipe Massa.

Para 2018, o "segredo" da Williams poderá estar na juventude. Graças à dupla Lance Stroll/Sergey Sirotkin, a equipa parte com a combinação de pilotos mais jovem e inexperiente na grelha.