Niki Lauda foi submetido nesta quinta-feira a um transplante de pulmão.

“Devido a uma grave condição pulmonar, Niki Lauda teve de ser submetido hoje a um transplante de pulmão no Hospital Geral de Viena. O transplante decorreu com sucesso.»

A informação é do hospital num comunicado citado pela agência Reuters.

O antigo tricampeão mundial de Fórmula 1, de 69 anos, é o atual diretor não executivo da equipa de F1 da Mercedes.

Lauda não esteve nos GP da Alemanha e da Hungria (a 22 e 29 de julho, respetivamente) e está internado há mais de uma semana depois de ter apanhado um vírus gripal que obrigou ao cancelamento das férias com a família em Ibiza, segundo relata a agência APA de acordo com o «Österreich».

O austríaco terá estado nos Cuidados Intensivos, terá melhorado e deixado a unidade, mas, um novo agravamento da sua condição de saúde terá obrigado à intervenção.

O transplante aconteceu um dia depois do 42.º aniversário do grave acidente no Nürburgring que provocou a Niki Lauda graves queimaduras na cabeça e nos pulmões e com outras consequências mais tardias que obrigaram o austríaco ao dois transplantes de rim.

O comunicado do hospital adiantava também que a família de Lauda pedia respeito pela privacidade e compreensão para o facto de não pretender fazer declarações públicas.