Max Verstappen foi o piloto mais rápido na segunda sessão de Treinos Livres para o GP da Alemanha de Fórmula 1, com a Red Bull a querer mostrar já na sexta-feira que pode ter andamento para a Mercedes e Ferrari em Hockenheim.

O piloto holandês da Red Bull travou uma luta acesa pelo topo da tabela de tempos dos TL2 e depois de montar pneus ultramacios no seu monolugar acabou por realizar a sua melhor volta em 1m13,085s, marca que lhe valeu a liderança da última sessão de treinos livres desta sexta-feira, e o recorde absoluto do traçado de Hockenheim.

Contudo Verstappen não terminou esta sessão de treinos livres, já que pouco depois de ter realizado a melhor volta da sessão reportou um problema com o motor do seu carro, e regressou de imediato às boxes de onde não saiu mais até ao final dos TL2.

Lewis Hamilton voltou a estar perto do mais rápido da sessão tendo terminado a 0,026s de Verstappen e na frente do seu companheiro de equipa, Valtteri Bottas que foi o terceiro mais rápido a 0,105s do topo da tabela de tempos.

Já os dois pilotos da Ferrari fecharam o top cinco, com o alemão Sebastian Vettel a realizar o quarto melhor tempo, depois de ter rodado em 1m13,310s, a 0,225s de Verstappen, e na frente de Kimi Raikkonen que ficou a 0,342s do topo da folha de tempos.

Daniel Ricciardo, que tinha sido o mais rápido na primeira sessão de treinos livres, terminou os TL2 com um discreto 13.º lugar.

Tempos dos TL2 para o GP da Alemanha de F1: