A Dorna Sports anunciou esta sexta-feira que assinou um acordo preliminar com a empresa brasileira, Rio Motorsports, para o regresso do MotoGP ao Rio de Janeiro em 2021.

O palco para acolher o mundial de motociclismo será o novo circuito que vai ser construído na cidade brasileira, depois do autódromo de Jacarepaguá, que recebeu o MotoGP em 1995 e em 2004, ter sido demolido para Jogos Olímpicos de 2016.

Carmelo Ezpeleta, CEO da Dorna Sports, afirmou que o regresso do MotoGP ao Brasil, “é algo que me deixa muito satisfeito porque seriam excelentes noticias para o campeonato e para os fãs sul-americanos. Temos um desporto global e poder contar com mais um país tão importante como o Brasil no calendário é sempre algo que desejamos. Para além disso será um prazer voltar ao Brasil”.

Recorde-se que a primeira vez que o Mundial de Motociclismo esteve no Brasil aconteceu em 1987 em Goiânia. Em 1992 a prova mudou para o circuito de Interlagos, antes de chegar a Jacarepaguá, que recebeu o campeonato em 1995 e 2004. O último vencedor do GP do Brasil de MotoGP foi japones Makoto Tamada.

Atualmente existe apenas uma paragem do MotoGP na América do Sul, com o GP da Argentina que está no calendário do campeonato desde 2014.