Está decidido. Dani Pedrosa vai abandonar o MotoGP no final da temporada.

Numa sala de imprensa repleta de jornalistas no circuito de  Sachsenring, o piloto da Honda anunciou a decisão de pendurar as luvas e o capacete após o final da presente temporada, momento em que termina a longa ligação com a Honda Racing Corporation.

Desta forma Dani Pedrosa não aceita a proposta para se juntar à nova equipa satélite da Yamaha, a malaia SIC Racing Team, que vai ocupar o lugar da Ángel Nieto Team na grelha do MotoGP.

“Esta é uma decisão na qual pensei muito e é bastante dura, pois esta é a disciplina que amo. Porém sinto que nos últimos tempos não ‘vivo as corridas’ com a mesma intensidade do passado, pelo que nesta fase da minha vida as prioridades são outras. Gostaria no entanto de expressar o meu agradecimento por esta longa jornada e a todos aqueles que me apoiaram como a Honda, Dorna e os fãs que estiveram sempre presentes nos momentos mais difíceis. Cumpri o sonho de criança de ser piloto de MotoGP e durante a minha carreira alcancei mais do que aquilo que estava à espera”, afirmou Dani Pedrosa.

Após 18 anos no mundial de velocidade onde conquistou três Campeonatos do Mundo, um na categoria de 125 cc e dois de 250 cc, tendo conseguido 54 vitórias, 153 pódios e 49 ‘poles’, Dani Pedrosa deixa o MotoGP sem nunca ter conseguido alcançar um título de campeão na classe rainha, onde chegou em 2006.