Nos últimos dias houve alguns estudos a agitar-nos a consciência. Os especialistas garantem que há cada vez mais pessoas viciadas na tecnologia, a começar pela Internet e pelos telemóveis. Uma realidade que também se aplica a Portugal.
 
O psicólogo clínico Tiago Vicente explica que as pessoas que estão dependentes da tecnologia acabam por evidenciar problemas pessoais e várias perturbações, ao nível alimentar, ao nível do sono, e «questões sociais que as vão afetar para o resto da vida».
 
Uma dependência que a socióloga Carla Rothes diz que pode ser equiparada a outras dependências como, por exemplo, a do álcool.
 
Os casos mais graves implicam mesmo o tratamento através de ajuda especializada.