O antigo ministro da Economia Daniel Bessa disse esta quarta-feira acreditar que a questão do acesso ao crédito por parte das empresas em Portugal está a aproximar-se da resolução e salientou que a economia nacional é «viciada em crédito».

Durante uma intervenção no seminário «Mercado de capitais e o financiamento da economia em Portugal» organizado pelo Fórum para a Competitividade, o diretor-geral da COTEC referiu que, «por vício ou por necessidade, se alguma coisa distingue a economia portuguesa são níveis de endividamento empresarial muito, muito elevados».

Ainda assim, Daniel Bessa salientou que o problema que «não está superado é a insuficiência de capitais próprios das empresas em Portugal», problema para o qual reconheceu não ter solução.

«Acredito que o tema do financiamento está em vias de resolução, mas em relação à questão do défice de capitais próprios não estou descansado», frisou Daniel Bessa, que elogiou o atual presidente da NYSE Euronext Lisbon, Luís Laginha de Sousa, pessoa que «luta abnegadamente há anos para levar as PME portuguesas ao mercado de capitais».

A questão da entrada no mercado de capitais tem um reverso, disse o antigo ministro da Economia, da perda de controlo sobre a empresa, motivo que leva várias empresas a hesitarem antes de darem tal passo.