Os indicadores compósitos da OCDE, que antecipam inflexões no ciclo económico de cada país, apontam para uma aceleração da atividade em Portugal, segundo estatísticas divulgadas esta quarta-feira pela organização.

O índice compósito da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) para Portugal subiu em maio para 101,19, acima da média de longo prazo de 100 pontos e mais 0,06% do que em abril, mas menos 0,05% do que no mês homólogo de 2014.

Para a zona euro, o dado de maio mostra um avanço de uma centésima face a abril e um acréscimo de 19 centésimas relaticamente ao mesmo mês de 2014. O índice compósito para a zona euro situou-se em 107,72 pontos em maio, acima da média de longo prazo de 100 pontos.