Qual é o seu poder?

Leonor Beleza é presidente da Fundação Champalimaud desde 2004 por vontade expressa em testamento de António Champalimaud

É uma das mulheres mais influentes da política portuguesa. Foi deputada do PSD vários mandatos, tendo sido ainda vice-presidente da Assembleia da Republica. Fez parte de três governos. Foi secretária de Estado por duas vezes e ministra da Saúde no segundo Governo de Cavaco Silva.

Integra desde 2008 o conselho de Estado, um voto de confiança renovado por Marcelo Rebelo de Sousa.

É rica?

Como presidente da Fundação Champalimaud, Leonor Beleza gere um património com ativos no valor de mais de 500 milhões de euros, um terço da fortuna acumulada pelo banqueiro.

Um investimento alocado à investigação focada em três grandes áreas: as neurociências, o cancro e a visão.

Que tipo de influência?

É uma figura influente nas mais diversas áreas e junto das mais altas figuras do Estado. Leonor Beleza foi a cara da homenagem ao antigo Presidente da República Cavaco Silva, num almoço onde marcaram presença ministros e secretários de Estado, banqueiros e empresários e que recebeu a visita de Marcelo Rebelo de Sousa.

A sua influência é duradoura?

A antiga ministra da saúde assumiu o cargo de presidente da Fundação Champalimaud por instruções deixadas pelo fundador e desempenhará essa função até vontade da mesma.

A TVI e a TVI24 elegeram os 30 portugueses mais poderosos e divulgam a lista, nome a nome, a cada dia do mês de agosto.  

Esta eleição é da exclusiva responsabilidade da Direção de Informação da TVI e da TVI24.